Iniciativa Solidária: Facebook disponibilizou espaço de publicidade (Ads) para a OMS

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Iniciativa Solidária: Facebook disponibilizou espaço de publicidade (Ads) para a OMS
TEMPO ESTIMADO DE LEITURA: 2 MINUTOS

Neste artigo você irá ler:

Diante da atual situação, todos nós já nos deparamos no WhatsApp ou através de redes sociais com a frase: “Enquanto uns choram, outros vendem lenços”. Obviamente, algumas empresas e pessoas podem estar se beneficiando da preocupação do povo, para garantir um faturamento um pouco maior.

Contudo, devemos notar principalmente as atitudes sinceras em tempos de crise que desencadearam uma série de outras iniciativas, mais especificamente, o comportamento de diversas marcas frente ao surto do Coronavírus.

Com a pandemia de Coronavirus, pequenas, médias e grandes empresas estão disponibilizando seus serviços como desconto ou até mesmo de forma gratuita como forma de incentivo, buscando minimizar o impacto do Coronavírus na vida das pessoas.

Seja para o compartilhamento de informações ou para a oferta de praticidade e segurança, estas empresas estão ajudando a manter a união e o ânimo em tempos de crise.

Iniciativa Solidária: Facebook disponibilizou espaço de publicidade (Ads) para a OMS

Agência subordinada da Organização das Nações Unidas (ONU), a Organização Mundial da Saúde recebeu acesso vitalício e gratuito ao espaço de propagandas pagas do Facebook. Após pronunciamento do fundador da rede social, Mark Zuckerberg, a organização pôde utilizar todos os formatos de Ads(advertisements, ou em português, propagandas) para impactar usuários do Facebook através de acesso ilimitado:

I wanted to share an update on the steps we're taking to respond to the coronavirus. This is now a global challenge and…

Posted by Mark Zuckerberg on Tuesday, March 3, 2020

 

À partir de seu próprio perfil, Zuckerberg anunciou a disponibilização de recursos para várias outras organizações de saúde. Além disso, quaisquer usuários que pesquisassem “coronavírus” na rede social, encontrariam informações sobre seus países e teriam acesso aos relatos em tempo real da OMS.

Em meio aos vários anúncios, o CEO do Facebook também confirmou que o feed de notícias apresentaria informações constantes sobre o surto do Coronavírus, para conscientização de usuários.

Faturamento do Facebook através da plataforma de anúncios foi de US$17.4 bilhões em 2019, com uma base de usuários de 1.62 bilhões. (Fonte: Adage)

Com alto impacto para divulgar informações de prevenção, notícias e pronunciamentos oficiais, a OMS começou também a utilizar o recurso para combater Fake News. Com a atitude do Facebook, a agência foi capaz de reduzir os riscos de pânico e informações tendenciosas, através de um recurso tecnológico.

E você, conhece alguma empresa que teve iniciativa parecida? Compartilha com a gente nos comentários!

Créditos: Texto originalmente publicado no AAA Inovação, por Daniel Porcides.

Compartilhe este artigo nas redes sociais

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no pinterest
Pinterest

Assine nossa Newsletter

Sobre o autor deste artigo

Rodrigo Henrik

Rodrigo Henrik

Criador e CEO do ECOMMERCE MASTERS, maior Comunidade de Ecommerce do Brasil, no Facebook, com mais de 31.800 mil membros ativos. Ajuda empresas locais a ter mais visibilidade, atrair mais clientes e aumentar as vendas.

Sobre o autor deste artigo

Rodrigo Henrik

Rodrigo Henrik

Criador e CEO do ECOMMERCE MASTERS, maior Comunidade de Ecommerce do Brasil, no Facebook, com mais de 31.800 mil membros ativos. Ajuda empresas locais a ter mais visibilidade, atrair mais clientes e aumentar as vendas.

Comente este artigo!